O treinador do FC Porto, Nuno Espírito Santo, reiterou em conferência de imprensa a necessidade de levar de vencido o Club Brugge para continuar a acreditar na passagem aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões.

"Sabemos da responsabilidade do jogo de amanhã. Não temos margem de erro. É um jogo que pode definir as nossas aspirações de passar aos oitavos-de-final da Champions. É um jogo decisivo, nesse sentido. [Temos] uma equipa consciente da responsabilidade de amanhã", assegurou o técnico, já em Bruges.

O técnico garantiu ainda que o facto de o Club Brugge ter vários jogadores lesionados não afetará a abordagem do FC Porto.

"Não vamos com excesso de confiança, interpretamos o jogo da mesma maneira. Esperamos ser uma equipa dominadora e conseguir o primeiro objetivo, que é vencer", realçou.

Questionado sobre o facto de voltar agora a ter duas opções para o lado direito da defesa - Layún e Maxi - o treinador garantiu não estar preocupado com a reação de quem ficar de fora do jogo.

"O mais importante é que temos 26 jogadores empenhados todos os dias em trabalhar e dedicar o seu tempo à equipa. Eles demonstram-nos que querem trabalhar para o êxito da equipa. Independentemente de quem joga ou não joga, no dia seguinte todos estão disponíveis para ajudar", garantiu, negando depois a ideia de que o Club Brugge seja um adversário acessível.

"Não há jogos fáceis na Champions League. É uma verdade absoluta. O Club Brugge é campeão, respeitamo-lo bastante", assegurou.

O FC Porto defronta o Club Brugge na terça-feira, a partir das 19h45 (hora de Lisboa), em partida da terceira jornada da Liga dos Campeões.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.