Na edição 2008/2009 da Liga dos Campeões, FC Porto e Arsenal defrontaram-se em desafios do mesmo grupo, onde os ingleses venceram primeiro por 4-0 em casa, tendo depois a equipa portuguesa ripostado com 2-0.

Uma nova edição e FC Porto e Arsenal vêm-se as caras, mas agora nos oitavos-de-final da prova milionária. Para Wenger o FC Porto “é uma equipa com muita técnica e muito bem posicionada. Acima de tudo respeitamos o FC Porto porque é uma boa equipa”.

Mas não só de futebol se falou no auditório do hotel onde a formação arsenalista está instalada. Arsène Wenger acrescentou ainda que O FC Porto “é uma boa escola de formação e faz grandes compras no mercado internacional, fazendo com que o clube se regenere todos os anos. Neste aspecto é uma equipa parecida com o Arsenal”.

O regresso de Hulk também chegou aos ouvidos dos ingleses e para o técnico francês o avançado brasileiro “tem um grande potencial, assim como o restante plantel azul e branco”.

“Mas gostaria de encontrar um Porto mais frágil”, acrescentou.

Quanto ao resultado esperada para amanhã, no Estádio do Dragão, o treinador arsenalista afirmou que “o futebol tem 90 minutos e tudo pode acontecer. Se o futebol fosse previsível não seria futebol.”

Arsène Wenger fazia-se acompanhar pelo avançado Niklas Bendtner. O dinamarquês fez sofrer a selecção nacional, na fase de apuramento para o Mundial 2010, ao marcar o golo do empate, em Copenhaga, atrapalhando as contas da equipa das quinas”.

Ao serviço do Arsenal, Bendtner acha que os encontros das duas selecções e da Liga dos Campeões não têm relações directas, mas, acima de tudo, espera que o Arsenal saia vencedor.

O FC Porto – Arsenal, da primeira-mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, joga-se amanhã, no Estádio do Dragão, às 19h45.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.