O treinador Andrea Pirlo pediu hoje paciência aos futebolistas dos italianos da Juventus para reverterem a desvantagem do primeiro jogo frente ao FC Porto, visando a presença nos quartos de final da Liga dos Campeões.

“Temos de fazer um jogo muito técnico, porque iremos defrontar uma equipa compacta e com linhas muito próximas, pelo que haverá pouco espaço e tempo para pensar. Não podemos cometer muitos erros e necessitamos de ter muita paciência para os fazer girar rapidamente de um lado para o outro”, frisou o técnico, em conferência de imprensa.

A Juventus, do ‘astro’ português Cristiano Ronaldo, reencontrará os ‘dragões’ na terça feira, em Turim, três semanas depois da derrota (1-2) no Estádio do Dragão, no Porto, graças aos golos de Mehdi Taremi e Moussa Marega, contra um de Federico Chiesa.

“Tínhamos um plano diferente para a primeira mão, mas tudo muda quando se sofre um golo no primeiro minuto. Esses erros irão ensinar-nos algo para amanhã [terça-feira]. Mudanças táticas no FC Porto? Estamos a estudar todas as possibilidades. Pode jogar num 4-4-2, mas já atuou em alguns jogos importantes com uma linha de cinco defesas”, admitiu.

Andrea Pirlo pede “concentração e foco durante os 90 minutos” para contrariar um adversário “muito forte do ponto de vista físico”, embora desdramatize a importância do encontro para a sua continuidade à frente do comando técnico da eneacampeã italiana.

“É um jogo decisivo e será como uma final, mas o FC Porto também pensa assim. Temos de estar no melhor das nossas forças e ter clareza mental para gerir o jogo e obter a qualificação. Não creio que seja decisivo para mim, mas para o clube. Sabemos a beleza desta prova. São jogos com energia diferente e dá vontade de entrar em campo”, notou.

O treinador dos ‘bianconeri’ terá de colmatar as ausências do ex-lateral portista Danilo, a cumprir um jogo de castigo, Paulo Dybala, lesionado, e Rodrigo Bentancur, infetado com covid-19, enquanto os defesas Matthijs De Ligt e Giorgio Chiellini já voltaram a treinar.

“O Ronaldo está cheio de energia, sente-se bem e está sempre pronto para estes jogos. Teve oportunidade de descansar, trabalhou muito bem e não vê a hora de jogar”, afirmou Andrea Pirlo, em relação à gestão física do avançado internacional português, que jogou 21 minutos no triunfo de sábado sobre a Lazio (3-1), da 26.ª jornada da Liga italiana.

Essa partida marcou o regresso à competição do defesa Leonardo Bonucci, suplente não utilizado na primeira mão diante do FC Porto, em 17 de fevereiro, que esteve lesionado desde então e reconheceu que os ‘bianconeri’ “não fizeram tudo o que tinham de fazer”.

“Cometemos erros que nos servem de lição. Esta equipa é feita de grandes jogadores, capazes de assumir responsabilidades nos bons e maus momentos. Queremos levar a Juventus até onde merece e iremos com o espírito que caracteriza este clube, tendo humildade e respeito pelo FC Porto”, apontou o central, em conferência de imprensa.

Leonardo Bonucci deseja ver uma ‘vecchia signora’ “compacta, paciente e ordeira” para evitar cenários como o ‘nulo’ caseiro frente ao Benfica, em 2013/14, insuficiente para reverter idêntica desvantagem trazida de Lisboa (1-2) e rumar à final da Liga Europa.

“No segundo jogo, estivemos demasiado ansiosos e isso custou-nos caro. Amanhã [terça-feira] devemos ser cuidadosos, sem nunca nos deixar levar pela vontade de fazer golos a qualquer custo, porque podemos marcar até ao último minuto”, concluiu o defesa internacional italiano, titular nos dois desafios, a par do então médio Andrea Pirlo.

A Juventus defronta o FC Porto na terça-feira, às 21:00 locais (20:00 em Lisboa), no Estádio Allianz, em Turim, num encontro relativo à segunda mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, que terá arbitragem do holandês Björn Kuipers.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.