A UEFA puniu esta segunda-feira o Bursapor, da Turquia, o Ekranas, da Lituânia, o Cluj e o Astra Giurgiu, da Roménia com o afastamento das competições europeias de futebol durante duas a quatro épocas por infrações económicas.

Em causa estão dívidas a vários clubes e a funcionários, que deram origem a uma investigação levada a efeito pelo Comité de Controlo Financeiro da UEFA, cujas conclusões levaram à punição dos clubes infratores.

Além de multado em 100 mil euros, o Astra Giurgiu, onde alinha o português Joãozinho, fica impedido de participar nas competições europeias nas próximas três temporadas, mesmo que para elas se qualifique através das competições nacionais, a não ser que consiga provar antes de 31 de janeiro de 2015 que pagou todos os valores em dívida.

O Cluj, que conta os portugueses Mário Felgueiras, Camora, Tiago Lopes, Guima e Jaime, não poderá participar durante as próximas três épocas nas provas europeias, caso não faça prova até 31 de janeiro de que saldou todas as dívidas, e foi ainda castigado com uma multa de 150 mil euros.

O clube lituano Ekranas vai estar afastado das provas europeias durante duas temporadas, terá de pagar uma multa de 15 mil euros, sendo que a UEFA, no comunicado que emitiu, não prevê a possibilidade de liquidar as suas dívidas para anular a pena.

O castigo mais pesado recai sobre os turcos do Bursapor, que estarão quatro épocas afastados das taças europeias, têm um ano para pagar os valores em dívida e uma multa de 100 mil euros para saldar no imediato.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.