O Benfica, já sem qualquer hipótese de se apurar na Champions, está obrigado a vencer por dois golos na visita ao Salzburgo, para garantir o terceiro lugar no Grupo D e a ida ao play-off de acesso aos ‘oitavos’ da Liga Europa. Na antevisão à partida, Roger Schmidt mostrou-se confiante numa boa resposta dos encarnados, depois de dois empates consecutivos para o campeonato.

Contas para a Liga Europa: "Será difícil para nós, o Salzburgo é uma boa equipa, mas já mostrámos que conseguimos jogar bom futebol nestas alturas. Em casa com eles jogámos 90 minutos com 10 e mesmo assim criámos oportunidades. Há que mostrar eficácia no ataque e controlar os contra-ataques, onde eles são fortes. Se marcarmos vamos atrás do segundo, a abordagem será natural amanhã. Lutaremos até ao último minuto.

Apoio de Rui Costa: "Não foi assim tão importante para mim pois sei o que o presidente pensa sobre mim e sobre a equipa. Estamos em contacto todos os dias. Não duvido da sua crença em nós. Tudo é possível ainda. Estamos a jogar bom futebol e unir todos é importante no Benfica. Queremos deixar os adeptos felizes e vencer. No nosso grupo, todos acreditamos que podemos ter sucesso e já o mostrámos."

Momento da equipa: "Foi desapontante, mas estou confiante pela performance. Estamos a jogar a um bom nível, a equipa está em forma. A equipa está perto do seu melhor. Temos de ver que estamos a um ponto da liderança na liga. Amanhã é importante jogar com confiança, lutar e ganhar."

Benfica precisa de vencer por dois golos em Salzburgo: "Não teremos tantas oportunidades como no último jogo, mas temos de marcar mais golos. A situação é essa. É claro. Temos de jogar bom futebol para ganhar. A abordagem não será muito diferente. Vamos ver a abordagem do adversário e teremos de estar prontos."

Substituto de António Silva: "Todos são boas opções, mas não anunciarei hoje."

Jurásek: "Está a melhorar, teve alguns problemas mas melhorou na última semana. Voltou à equipa e é uma opção para amanhã."

Regresso a Salzburgo: "Estamos focados no jogo mas é um sentimento especial, de onde saí em 2014 e não tive muitas oportunidades para voltar. Foram bons tempos numa cidade espetacular e numa equipa espetacular, mas o foco é na partida de amanhã."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.