Rúben Dias foi o jogador escolhido para fazer a antevisão do encontro entre o Manchester City e o FC Porto, marcado para quarta-feira, da primeira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões. O central ex-Benfica admitiu que conhece bem o adversário.

"Sou a pessoa que melhor os conhece e obviamente vou tentar ajudar da melhor forma que puder. Conheço-os bem. Não vejo qualquer rivalidade entre mim e o FC Porto. Eles são uma equipa forte, sabem o que precisam de fazer em campo, são muito bons em bolas paradas. Sabemos que temos um jogo difícil pela frente e precisamos de ser fortes para conseguir a vitória", afirmou o internacional português.

O jogador falou ainda sobre as primeiras semanas nos 'citizens'. "A equipa recebeu-me muito bem. Quanto à liderança, sempre considerei que cada jogador precisa de ser um líder de si mesmo. Existe um líder na equipa, mas antes de tudo precisas de ser um líder de ti mesmo. Trabalhei toda a minha vida para ser o meu próprio um líder, para me disciplinar, para trabalhar onde quero estar. Tudo o resto vem naturalmente com minha personalidade. Vou continuar a trabalhar da mesma forma. O resto virá naturalmente", disse.

"A pressão aqui é maior. No Benfica jogamos sempre para ganhar e aqui a ideia é a mesma. Contexto é diferente, nível também e, como é óbvio, a pressão acaba por ser muito elevada. Mas foi disso que também vim em busca e todo este tempo estive a preparar-me para encarar isto da forma mais forte possível", acrescentou.

Sobre as instruições do treinador Pep Guardiola, Rúben Dias considera que "cada jogo é um jogo diferente, todos os adversários têm as suas qualidades" e que, por isso, é ter consciência dos oponentes para "tomar o melhor caminho em função de quem vai jogar".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.