Rui Vitória esteve na sala de imprensa do Estádio da Luz, onde joga amanhã com os suíços do Basileia, para projetar o encontro da sexta e última jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

“É um jogo de Liga dos Campeões. A este nível não há jogos fáceis. É um jogo diferente daquilo que nós queríamos, porque queiramos estar a disputar o apuramento. O primeiro objetivo é somar três pontos e depois possibilitar que outros jogadores - que não têm jogador tanto -, possam jogar amanhã. O que este jogo pode acrescentar é a continuidade daquilo que temos vindo a fazer. Para além disso, é uma oportunidade para a equipa mostrar que a equipa não são só onze jogadores, premiando os jogadores que não têm tantas oportunidades”, disse, esta segunda-feira, o técnico dos encarnados.

“Temos de mostrar que o que foi feito na Liga dos Campeões não nos correu bem. Não tendo o objetivo de apuramento, mostramos que os pontos não refletem a nossa qualidade”, acrescentou.

Para Rui Vitória, as questões de favoritismo nunca o “convenceram”, muito menos em jogos da Liga dos Campeões.

“O Basileia está a disputar o apuramento e nós não. Isso são sempre questões relativas. Não vou por essa conversa. O Basileia está à nossa frente na questão pontual. Espero uma equipa que sabe muito bem o que fazer em cada momento de jogo. Para além disso, é uma equipa que, ao mesmo tempo, percebe as suas limitações e virtudes. Estou à espera de uma equipa matreira, que está à espera do nosso erro”.

O Benfica recebe, às 19h45 desta terça-feira, o Basileia já sem hipóteses de seguir em frente nas competições europeias.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.