O Sevilla perdeu esta tarde em casa diante do PSV Eindhoven por 2-3, resultado que afasta a equipa espanhola dos oitavos de final da Liga dos Campeões. Sergio Ramos e En-Nesyri deixaram os andaluzes com dois golos de vantagem, mas a expulsão de Ocamos e uma ponta final desastrosa permitiu a recuperação dos neerlandeses.

A formação sevilhana entrou forte na partida e inaugurou o marcador por Sérgio Ramos aos 24 mimutos, após livre batido por Rakitic. A equipa da casa continuou a carregar e chegou mesmo ao segundo, mas o golo de Djibril Sow foi anulado por mão na bola.

A segunda parte começou da melhor maneira para o Sevilla; Youssef En-Nesyri fugiu à defesa neerlandesa e a picar a bola sobre o guarda-redes Walter Benitez para o 0-2.

Quando tudo parecia controlado, o mexicano Lucas Ocampos viu dois amarelos no espaço de quatro minutos, deixando os sevilhanos com dez até final da partida.

Em vantagem numérica o PSV aproveitou e partiu em busca do resultado. Ismael Saibari reduziu aos 68 minutos com um belo golo após cruzamento de Dest; aos 81 minutos o sérvio Nemanja Gudelj fez autogolo, empatando a partida.

Já em período de compensação deu-se a reviravolta no marcador; 92 minutos e o norte-americano Ricardo Pepi fez o 2-3, consumando a derrota dos andaluzes e, consequentemente, a eliminação da Liga dos Campeões.

A vitória do PSV deixa os neerlandeses em segundo lugar, um ponto atrás do líder Arsenal, que enfrenta o Lens no Emirates. Em caso de vitória dos ingleses, o Sevilha pode ainda lutar pela Liga Europa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.