O Sporting utilizou as redes sociais para contestar o castigo que foi atribuído ao treinador português. Num comunicado elaborado pelo departamento de comunicação do clube, os ‘leões’ garantem que não vão avançar com um requerimento contra a decisão por “falta de tempo útil”.

“Não existe tempo útil para interpor recurso deste castigo ridículo uma vez que este procedimento não tem efeito suspensivo, na medida em que o nosso treinador nunca estaria no banco neste importante jogo. A mensagem que este senhor Jorge Baptista enviou para elementos do Sporting no final do jogo é clara quanto à total falta de idoneidade que tem para desempenhar qualquer função no futebol que não seja a de trabalhar, de forma direta e transparente, para o seu clube”.

A publicação leonina afirma ainda que é “ridículo” castigar alguém que estava fora do jogo. Numa alusão ao facto de Jorge Jesus estar junto dos adeptos nas bancadas, o Sporting realça que, ao castigar o técnico, seria preciso castigar todos os adeptos por gritarem.

“As fotos ridículas, que estão a sair na comunicação social, de Jorge Jesus na bancada e que foram tiradas a pedido expresso de Jorge Baptista, facto presenciado por todos no banco do Sporting em Madrid, mostram alguém que já não fazia parte do jogo a gritar - afinal teremos de castigar todos os milhares de adeptos no campo pois todos eles se levantam e gritam - e a falar ao telemóvel, facto que também levará milhões a um castigo. Supor o que se grita ou com quem se fala é absolutamente ridículo e tendencioso, e são factos que não podem ser apanágio de profissionais”.

O comunicado do Sporting surge depois de o castigo de Jorge Jesus ter sido expandido para dois jogos na Liga dos Campeões. Depois de ter ficado de fora frente ao Légia, o treinador português não vai poder orientar a equipa frente ao Borussia de Dortmund.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.