O treinador italiano reconheceu que o Chelsea teve a sorte do jogo frente ao Bayern Munique na final da Liga dos Campeões. O Chelsea não fez qualquer remate na primeira parte e esteve perto de perder na segunda parte com um golo do Bayern Munique aos 83' minutos.

No entanto, Drogba acabaria por levar o jogo a prolongamento aos 88' minutos e nas grandes penalidades a sorte acabou por sorrir aos londrinos.

«Foi uma vitória histórica. É a primeira vez que ganhamos a Liga dos Campeões. O Bayern jogou bem e teve mais ocasiões. Quando se chega os penalties é uma lotaria e tivemos mais sorte que o Bayern», disse o treinador do Chelsea à televisão alemã SAT1.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.