O Tottenham juntou-se, esta quarta-feira, ao Liverpool na final da edição 2018/19 da Liga dos Campeões, depois de ter vencido por 3-2 ao Ajax, em Amesterdão, em jogo referente à segunda mão das meias-finais da prova. Os holandeses trouxeram a vantagem de um golo da primeira mão e, ao intervalo, venciam por 2-0.

Aos 5 minutos, na sequência de um pontapé de canto, batido por Schone, o capitão do Ajax Matthijs de Ligt fugiu a Trippier e surgiu solto no coração da área e cabeceou para o primeiro da partida.

Ainda no primeiro tempo, através de um transição rápida da equipa holandesa, Tadic colocou em Ziyech, que arrancou um remate fenomenal de pé esquerdo para o 2-0, deixando a equipa da casa numa posição muito confortável, mas não foi bem assim...

No segundo tempo, em apenas quatro minutos, o Tottenham empatou a partida, com Lucas Moura a ser o responsável pelo uma segunda parte de sonho para os ingleses.

Primeiro, numa jogada de contra-ataque muito bem desenhada pela equipa inglesa, Rose fez um túnel a De Ligt junto à área, lançou Erikse, que tocou levemente para Dele Alli, e o inglês conduziu pelo meio e passou a Lucas Moura, que desviou a bola de Onana para 0 2-1.

Depois, num lance bastante confuso, Lucas Moura conseguiu bisar. Llorente falhou na cara de Onana, depois gerou-se um momento confuso na área, até que surgiu o brasileiro que, de forma fantástica, bateu o guarda-redes do Ajax.

O Tottenham ficava assim a um golo de assumir a dianteira da eliminatória, numa altura que o Ajax passava alguns minutos de desespero na reta final.

Lucas Moura marcou no último suspiro. Quando nada fazia indicar, até porque o relógio já estava mesmo a bater os 96', o brasileiro descobriu uma nesga de espaço e confirmou a incrível reviravolta dos spurs.

Com o apito final, Pochettino rezou junto do relvado e chorou agarrado aos seus jogadores, enquanto os jogadores do Ajax nem queriam acreditar no que lhes estava a acontecer.

A final da Liga dos Campeões, que este ano será 100% inglesa, está marcada para 1 de junho, no Wanda Metropolitano, em Madrid. O Tottenham vai jogar pela primeira vez na sua história a final da Liga dos Campeões.

Depois de recuperarem ambos de desvantagens de três golos, Tottenham e Liverpool vão disputar a segunda final inglesa da história da ‘Champions’, depois do triunfo do Manchester United sobre o Chelsea, nos penáltis, em 2007/08.

O Liverpool soma cinco títulos, em 1976/77, 77/78, 80/81, 83/84 e 2004/2005, e três finais perdidas, em 1984/85, 2006/07 e na época passada, quando caiu por 3-1 face ao Real Madrid.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.