Thomas Tuchel teve palavras elogiosas para o Benfica de Rui Vitória. Depois de guiar o Dortmund frente ao Sporting (Liga dos Campeões) esta época e FC Porto (Liga Europa) na temporada passada e vencidos todos os quatro encontros, o técnico do Dortmund prepara-se medir forças com outro ´grande` do futebol português. Um encontro com um grau de dificuldade maior, como explicou o técnico do Dortmund em conferência de imprensa.

"Por um objetivo muito simples, [Benfica] é a equipa mais forte, porque vamos defronta-la amanhã. Não podemos fazer comparações agora, porque estamos a ser injustos com as outras equipas. Estamos pela terceira vez em Portugal. Sabemos o espirito de luta e entrega das equipas portuguesas e é isso que esperamos amanhã. Mas queremos encontrar a solução para podermos ganhar amanhã", sublinhou o treinador, na sala de imprensa do Estádio da Luz.

Tuchel deve ter visto o Bayern Munique sofrer na temporada passada para afastar este mesmo Benfica nos quartos-de-final da Liga dos Campeões. Na época passada o Bayern era treinado por Pep Guardiola, um velho conhecido de Tuchel. O técnico garante que não pediu conselhos ao espanhol.

"Não, o Guardiola não tem tempo para dar conselhos para amanhã. Mas estes jogos em Lisboa são uma prova de fogo. Também foi difícil para o Bayern Munique aqui em Lisboa e teve dificuldades, apesar de dominar a Bundesliga. Temos aqui um grande desafio mas tenho uma grande expetativa. Quando entramos nas catacumbas destes estádios, a expetativa e a ansiedade sobem. Mas temos de encontrar as nossas soluções, não podemos copiar as estratégias do Bayern Munique", frisou.

O Borussia Dortmund vem de uma derrota com o Darmstad. Um resultado que Tuchel quer esquecer o quanto antes.

"Sobre os últimos jogos tivemos boas prestações. Depois tivemos uma deceção contra o Darmstad e não estávamos à espera. Temos de ganhar nova confiança e queremos levar essa confiança para o jogo. Penso que não há favoritos nos jogos dos oitavos. Estamos a prepararmos para uma tarefa difícil e estamos satisfeitos para estarmos nesta eliminatória e achamos que podemos ter uma boa prestação. Temos uma equipa que se pode bater com qualquer uma e estamos aqui amanha para ganhar", afiançou Tuchel, que não vai contar com Mario Goetze.

"O Mario a seguir ao jogo com o Darmstad já não foi convocado porque tem problemas nos adutores. Tem treinado com intensidade média mas uma vez que não treinou na última semana devido aos adutores. Um jogo não é suficiente e não estará disponível para ajudar", explicou Tuchel.

O Benfica-Dortmund, da primeira-mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, está marcado para às 19h45 desta terça-feira, no Estádio da Luz.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.