O organismo máximo do futebol europeu afirmou  estar confiante de que o embate do Real Madrid com o Manchester City para a segunda mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões vai decorrer como planeado, na próxima semana, apesar de o clube espanhol ter revelado terça-feira que um dos seus jogadores tinha testado positivo à COVID-19.

O Real confirmou que o avançado dominicano Mariano Diaz estava infetado com o novo coronavírus, ficando assim em dúvida a sua deslocação ao Etihad Stadium para defrontar o City a 8 de Agosto. Em comunicado dirigido à imprensa britânica, depois de abordada sobre o assunto sobre este caso e sobre o aumento do número de infetados em Espanha na última semana, a UEFA afirmou estar a acompanhar de perto, mas com tranquilidade, a situação. "UEFA está em contacto com o clube e a monitorizar a situação, bem como as decisões das autoridades espanholas competentes. Estamos confiantes de que este caso não afetará o normal desenrolar do jogo em quesstão", disse o organismo.

O Real Madrid, recorde-se, vai viajar a Manchester com uma desvantagem de 2-1 trazida da primeira mão, no seu estádio, jogada ainda em março, antes da interrupção da competição ditada pela COVID-19.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.