A UEFA vai manter os prémios monetários para as 32 equipas que vão participar na Liga dos Campeões de futebol, sendo que Benfica e Sporting de Braga já arrecadaram cerca de 10 milhões de euros pela entrada na fase de grupos.

O organismo que rege o futebol europeu adiantou à Agência Lusa que, além dos 550 mil euros por jogo da fase de grupos, os clubes continuarão a poder ganhar mais 800 mil, em caso de vitória, e 400 mil, em caso de empate.

A qualificação para os oitavos de final garantirá a cada emblema mais três milhões de euros e para os quartos de final o prémio será de 3,3 milhões.

As quatro equipas que alcançarem as meias-finais recebem 4,2 milhões de euros, o finalista vencido soma 5,6 milhões e o clube que conquistar o troféu terá direito a mais nove milhões.

Além dos prémios monetários pela parte desportiva, que são idênticos à época anterior, a UEFA estima distribuir um total de 341,1 milhões pelo “market pool”, que engloba transmissões televisivas e publicidade estática, com o Benfica a receber 65 por cento pelo mercado português e o Sporting de Braga os restantes 35 por cento.

Na última temporada, o FC Porto, única equipa lusa em prova, recebeu 5,4 milhões de euros pelo “market pool”, um montante que resulta também pelo número de jogos que os clubes de cada país disputam.

No total, a UEFA estima gastar 1,1 mil milhões de euros em prémios monetários na Liga dos Campeões.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.