O treinador português André Villas-Boas elogiou esta quarta-feira a concentração do Chelsea na goleada ao Genk, por 5-0, com um golo de Raul Meireles, em jogo da terceira jornada do Grupo E da Liga dos Campeões em futebol.

«Estou muito contente com o desempenho, não só pela maneira como jogámos como pela entrega da equipa num jogo em que era esperado que ganhássemos. As surpresas podem acontecer nestes jogos, mas fomos capazes de manter a nossa concentração», disse o técnico português, após a maior goleada caseira dos londrinos.

No jogo com os belgas do Genk, em que Villas-Boas igualou o melhor resultado como técnico principal – repetindo os números da vitória do FC Porto na receção ao Benfica no campeonato, na época passada –, o espanhol Torres bisou (no segundo golo, o passe pertenceu a Raul Meireles) e o técnico realçou a importância de o médio luso se “sentir confiante".

«Nunca duvidei de que ele pudesse alcançar a melhor forma», referiu o treinador do clube londrino, acrescentando que Torres está «a fazer o seu trabalho pela equipa».

Por isso, apesar de Torres ter marcado anteriormente apenas um golo em 17 jogos pelo Chelsea, Villas-Boas assegurou que acredita nas capacidades do avançado, campeão da Europa e do Mundo pela seleção espanhola.

Sobre o próximo jogo na Liga dos Campeões, novamente com o Genk, o treinador português abordou o encontro na Bélgica com precaução.

«Eu sei que o jogo em Genk será completamente diferente, porque o ambiente será diferente com os fãs da equipa belga», afirmou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.