Carlos Barbosa confessou que o Zenit era o adversário mais indesejável para o Paços de Ferreira no play-off da Liga dos Campeões.

«Em termos logísticos e de viagem é o pior que nos podia ter calhado. Era a única equipa que não queria que nos calhasse. Paciência. Agora temos de preparar-nos para honrar o nosso clube, sabendo que vamos defrontar uma grande equipa, com um orçamento brutal», afirmou o presidente do Paços de Ferreira, após a realização do sorteio, em Nyon (Suíça).

O líder dos 'castores' lamentou ainda a longa e dispendiosa viagem até à Rússia. «É mais um aspeto que não nos favoreceu. Mas tínhamos de jogar com qualquer uma e a verdade é que nenhum dos adversários era acessível. Não vamos entrar derrotados e tentaremos fazer o melhor possível, em nome do Paços de Ferreira e também de Portugal», frisou.

A primeira mão do “play-off” da Liga dos Campeões joga-se a 20 e 21 de agosto e a segunda a 27 e 28 do mesmo mês. 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.