O presidente do Marítimo considerou hoje que o Sporting Fingal, da Irlanda, adversário que coube à equipa defrontar na 2.ª pré-eliminatória da Liga Europa, não é tão fácil de ultrapassar como à partida poderá parecer.

“O adversário que nos coube não é assim tão fácil como se poderá pensar, uma vez que o Sporting Fingal, em apenas dois anos e meio de existência conseguiu qualificar-se para uma competição europeia, avisou o líder maritimista que hoje assistiu ao sorteio em Nyon, na Suíça.

Mesmo assim, Carlos Pereira considera que o Marítimo terá que “assumir o favoritismo na eliminatória, uma vez que esta é a nossa sétima participação europeia, contrariamente ao nosso adversário que é estreante”, afirmou.

“Este clube irlandês teve uma ascensão rápida, por isso devemos ficar precavidos mas não temerosos, porque o nosso objectivo é seguir em frente”, adiantou o dirigente madeirense.

O presidente do clube insular ficou satisfeito com o sorteio, sobretudo porque a equipa não terá de fazer uma deslocação longa.

“Vamos a Dublin, uma viagem que para nós é acessível. Neste caso o sorteio foi-nos favorável, uma vez que evitamos uma viagem longa que não era do nosso agrado”, admitiu Carlos Pereira.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.