Steven Gerrard, treinador do Rangers, revelou esta quinta-feira que o seu jogador, Glen Kamara, foi alvo de insultos racistas durante o jogo com o Slavia de Praga, que terminou com vitória dos checos (0-2) e consequente apuramento destes para os quartos de final da Liga Europa.

Durante um desaguisado entre as duas equipas, já na reta final do encontro, Glen Kamara ficou visivelmente furioso com um alegado comentário de Ondrej Kudela junto ao seu ouvido. Steven Gerrard não revelou o que foi dito, mas espera que o caso seja investigado pela UEFA.

"Constróis relações no futebol e eu construi uma relação forte com o Glen Kamara. Eu acredito nele e no que ele está a dizer e outras pessoas ouviram-no ser dito", começou por dizer o técnico inglês.

"Agora é com a UEFA e espero que isto não fique debaixo do tapete. O jogador do Slavia causou isto, fez com que isto escalasse. Algo tem de acontecer rapidamente e isso está acima de mim. A situação não é normal. Porque é que ele tapa a boca para dizer alguma coisa? As pessoas deles [Slavia] estão a tentar defendê-lo, dizendo que ele não o fez. O que podemos esperar é que a UEFA faça algo sobre isso", acrescentou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.