O Leipzig e o Eintracht Frankfurt procuram, esta quinta-feira, assegurar uma final da Liga Europa de futebol 100% alemã, depois de terem vencido os escoceses do Rangers e os ingleses do West Ham na primeira mão das meias-finais.

Apesar de os triunfos terem sido tangenciais, abrem boas perspetivas às duas equipas germânicas: o Leipzig impôs-se por 1-0 na receção ao Rangers, que eliminou o Sporting de Braga nos quartos de final (0-1 e 3-1, após prolongamento), enquanto o Eintracht Frankfurt venceu por 2-1 no estádio do West Ham.

Uma final alemã em Sevilha (Espanha), em 18 de maio, pode proporcionar também a presença de dois jogadores portugueses no jogo decisivo, os avançados André Silva, segundo melhor marcador do Leipzig esta época, com 16 golos, e Gonçalo Paciência, com um pecúlio mais modesto em Frankfurt, com apenas quatro remates certeiros.

A segunda prova continental de clubes, que o FC Porto foi a única equipa portuguesa a conquistar, em 2003, ainda sob a designação de Taça UEFA, e 2011, pode minimizar o desastre alemão na Liga dos Campeões, na qual apenas o Bayern Munique ultrapassou a primeira fase, num grupo que integrava o Benfica.

O decacampeão alemão caiu com estrondo nos quartos de final, ao ser eliminado de forma surpreendente pelo Villarreal, detentor do troféu na Liga Europa, depois de terem ficado pela fase de grupos o Borussia de Dortmund (superado pelo Sporting), o Wolfsburgo e o Leipzig.

A equipa de André Silva, que na primeira mão beneficiou do golo marcado aos 85 minutos por Angeliño para ganhar vantagem, é a única das quatro semifinalistas proveniente da ‘Champions’ e o Rangers tem alguma responsabilidade nessa estatística, pois eliminou nos ‘play-off’ da Liga Europa o Borussia Dortmund.

O Leipzig é quinto classificado no campeonato alemão e encontra na conquista da prova uma via alternativa para entrar diretamente na fase de grupos da Liga dos Campeões da próxima época, tal como Rangers (segundo colocado no campeonato escocês), Eintracht Frankfurt (10.º na Bundesliga) e West Ham (sétimo na Premier League).

Se o Rangers já disputou o jogo decisivo, em 2008, perdido por 2-0 para o Zenit São Petersburgo, o Eintracht Frankfurt ergueu mesmo o troféu, na distante época 1979/80, quando se impôs numa final 100% alemã ao Borussia Mönchengladbach, a duas mãos (2-3 e 1-0, prevalecendo o maior número de golos marcados fora).

O clube de Frankfurt volta a encontrar numa meia-final europeia o West Ham, que também perdeu por 2-1 na primeira mão da extinta Taça dos Vencedores de Taças de 1975/76 – mas na Alemanha -, antes de vencer em casa por 3-1 e apurar-se para a final, na qual seria batido por 4-2 pelos belgas do Anderlecht.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.