O Benfica tem um registo positivo nas presenças nos quartos de final da segunda prova da UEFA, com quatro apuramentos, três dos quais nas derradeiras três presenças, e três eliminações.

Os 'encarnados' conseguiram apurar-se na primeira participação, em 1982/83, temporada em que viriam a ser finalistas, mas acabaram a Taça UEFA com registo negativo, face às 'quedas' nos 'quartos' de 1992/93 e 2006/07.

Na Liga Europa, o Benfica também não começou bem, ao 'cair' em 2009/10, mas, depois disso, já conseguiu três apuramentos para as meias-finais, em 2010/11, 2012/13 e 2013/14, e, nas duas últimas épocas, chegou mesmo à final.

Depois de muitas presenças nos 'quartos' da Taça dos Campeões, a primeira na Taça UEFA, prova pouco 'frequentada' pelos 'encarnados', aconteceu em 1982/83, sob o comando do sueco Sven-Goran Eriksson.

A Roma era favorita, mas o Benfica foi 'gigante' no Olímpico, vencendo por 2-1, com um 'bis' de Zoran Filipovic, que também marcou na Luz, aos 18 minutos. O brasileiro Falcão, um craque, ainda empatou a segunda mão, aos 85.

Uma década depois, os 'encarnados' voltaram a defrontar um conjunto transalpino, a Juventus, e ganharam de novo a primeira mão, agora em casa, por 2-1, com um 'bis' de Vítor Paneira. Pelo meio, Gianluca Vialli marcou de penálti.

Na segunda mão, o jogo começou, praticamente, com um golo da 'velha senhora', apontado pelo alemão Jürgen Kohler, mas numa jogada em que há uma falta clara sobre o guarda-redes 'encarnado' Silvino, substituído por Neno aos dois minutos.

Dino Baggio e Fabrizio Ravanelli apontaram os restantes golos do 3-0 da 'Juve'.

Na última presença nos 'quartos' da Taça UEFA, o Benfica, de Fernando Santos, conseguiu reduzir de 3-0 para 3-2 a vantagem do Espanyol em Barcelona, com tentos de Nuno Gomes e Simão, mas, em Lisboa, foi incapaz de marcar (0-0).

Já na Liga Europa, em 2009/10, na primeira de seis épocas sob o comando de Jorge Jesus, os 'encarnados' entraram a ganhar frente ao Liverpool, com um 2-1 caseiro, selado com um 'bis' do paraguaio Óscar Cardozo.

O melhor marcador estrangeiro da história dos 'encarnados' também faturou em Anfield Road, reduzindo, então, para 3-1, mas o conjunto luso não conseguiu um segundo golo e acabou derrotado por 4-1, face ao 'bis' do espanhol Fernando Torres.

Um ano depois, o Benfica voltou aos 'quartos' e desta vez seguiu em frente, face ao PSV, com um 4-1 em casa, selado por Aimar, Salvio, que 'bisou', e Saviola, e um 2-2 em Eindhoven, depois de um ameaçador 0-2, com tentos de Luisão e Cardozo.

Em 2011/12, o Benfica esteve nos 'quartos' da 'Champions' e em 2012/13 voltou ao 'top 8' da Liga Europa, para bater o Newcastle.

Os ingleses marcaram primeiro na Luz, mas Rodrigo, Lima e Cardozo viram para 3-1, e também se adiantaram em Newcastle, em mais um tento de Papiss Cissé, mas os 'encarnados' aguentaram-se e ainda empataram, aos 90+2 minutos, por Salvio.

Na época seguinte, a defenderem o estatuto de finalistas, os 'encarnados' disputaram novamente os 'quartos' e tiveram a eliminatória mais tranquila, ao baterem duas vezes o AZ Alkmaar, por 1-0 na Holanda (Salvio) e 2-0 na Luz (Rodrigo).

A quinta presença nos quartos de final da Liga Europa, em 10 edições da prova, vai arrancar na quinta-feira, na Luz, face ao Eintracht Frankfurt.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.