O Sporting de Braga tenta assegurar na quinta-feira a continuidade na Liga Europa de futebol, em jogo da quinta jornada do grupo F, em que visita os dinamarqueses do Midtjylland com vários ‘cenários em aberto’.

A equipa de Carlos Carvalhal pode garantir desde já que fica entre os dois primeiros do grupo e para isso basta-lhe um empate na Dinamarca, ou até ter já a entrada direta nos oitavos de final, se vencer e o Estrela Vermelha não.

A duas jornadas do final desta fase, os bracarenses são primeiros, com nove pontos, seguidos dos sérvios do Estrela Vermelha, com sete e que nesta ronda recebem os búlgaros do Ludogorets (um ponto), enquanto o Midtjylland soma cinco.

No novo formato da Liga Europa, os vencedores de cada grupo apuram-se para os ‘oitavos’, enquanto os segundos posicionados são obrigados a disputar um ‘play-off’ com as equipas ‘despromovidas’ da Liga dos Campeões, que apuram mais oito.

Já os terceiros classificados de cada grupo ‘caem’ para um ‘play-off’ semelhante, mas da recentemente criada Liga Conferência Europa.

Nestas contas, o Sporting de Braga, que vem de uma ‘enorme’ goleada ao Santa Clara na Taça de Portugal (6-0) – com uma grande exibição do jovem Vítor Oliveira (quatro golos) -, tem bons argumentos para, pelo menos, garantir a continuidade na prova.

Com o Lyon, de Anthony Lopes, a ser a única equipa já apurada para os oitavos de final, como vencedora do grupo A, as duas últimas jornadas ainda têm outros portugueses ‘dentro das contas’ e com possibilidades de seguirem em frente.

No grupo B, o Mónaco, de Gelson Martins, é líder, e na quinta-feira, na receção à Real Sociedad (20:00), garante desde logo o apuramento, se vencer, tendo em conta que nesse caso apenas o PSV o poderia alcançar, mas os holandeses têm desvantagem no confronto direto.

Os monegascos têm oito pontos, mais dois que a Real Sociedad, e três do que o PSV, enquanto o Sturm Graz tem um, num grupo ainda muito em aberto para os três primeiros, a proibir deslizes nesta reta final.

Um cenário muito parecido com o do grupo C, de Nápoles (sete), de Mário Rui, e Légia (seis), de André Martins, Yuri Ribeiro, Josué e Rafael Lopes, mas também de Leicester (cinco pontos), de Ricardo Pereira, e Spartak Moscovo (quatro), do treinador Rui Vitória, mas neste caso com tudo em aberto.

Os italianos são os únicos que podem garantir já a qualificação direta, se vencerem na quarta-feira na visita a Moscovo (15:30), e se Leicester e Légia empatarem no outro jogo do grupo.

Quem também pode garantir o apuramento é o Eintracht Frankfurt, de Gonçalo Paciência, que estará nos ‘oitavos’ já nesta quinta jornada, caso vença na receção ao Antuérpia, de Aurélio Buta.

Os alemães também se apuram se Olympiacos e Fenerbahce, dos treinadores portugueses Pedro Martins e Vítor Pereira, respetivamente, empatem no outro jogo.

O Olympiacos, que se vencer garante, pelo menos, uma posição entre os dois primeiros, conta também com o avançado internacional português Rony Lopes.

No grupo G, o Bayer Leverkusen é a equipa mais bem colocada, na liderança, com 10 pontos, e pode garantir a passagem direta aos oitavos se vencer na receção ao Celtic (seis pontos), do internacional sub-21 Jota, ou até se empatar e o Bétis (sete pontos), de William Carvalho, não vencer na receção ao Ferencvaros, a única equipa nesta fase sem qualquer ponto.

Dos 16 jogos desta quinta jornada, o embate entre Spartak Moscovo e Nápoles é o único antecipado, na quarta-feira a partir das 15:30 (horas de Lisboa), estando os restantes agendados para o dia ‘tradicional’, na quinta-feira, com um primeiro bloco às 17:45, e os restantes às 20:00.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.