O recurso do clube classificado em quinto lugar na última Liga espanhola foi hoje apresentado ao Comité de Recursos da UEFA e pede expressamente que sejam vistas todas as licenças dos clubes espanhóis, seguindo a posição já avançada por Luis Huerta, advogado do clube.

Luís Hurta questionava-se se a federação espanhola de futebol "não se terá equivocado também com outros clubes e não só com o Maiorca".

Agora, o recurso apresentado vem expressamente pedir que a UEFA analise todas as licenças concedidas a clubes espanhóis.

Terça-feira está prevista uma concentração de adeptos do Maiorca, convocados através das redes sociais da Internet, para protestar contra a decisão da UEFA.

Na sua reunião realizada na quinta-feira passada, em Nyon, Suíça o Comité de Controlo e Disciplina da UEFA decidiu não admitir os espanhóis Maiorca, nas competições europeias em 2010/11.

Com base nas análises feitas, o Comité decidiu que o clube não preenche os requisitos necessários para admissão, já que a licença do clube não foi concedida de acordo com os Regulamentos de Licenciamento de Clubes da UEFA, edição de 2008, e o clube não terá cumprido as suas obrigações conforme estava definido nos regulamentos.

Como quinto classificado da Liga espanhola, o Maiorca entrava directamente na fase de ‘play-offs’ de acesso à fase de grupos da Liga Europa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.