Marcelino García Toral, treinador do Valência, reconheceu que o Arsenal foi mais eficaz nesta meia-final da Liga Europa, mas considerou que os seus jogadores "deixaram a pele em campo" e acabaram a "chorar no balneário".

"Estou muito triste, mas por outro lado orgulhoso dos meus jogadores por termos chegado aqui e lutado. Esperávamos chegar à final, mas defrontámos uma grande equipa, muito eficaz e que foi superior na eliminatória", começou por dizer Marcelino.

O técnico espanhol deixou ainda elogios à dupla atacante do Arsenal, Aubameyang e Lacazette, que, juntos, marcaram os sete golos dos gunners na eliminatória.

"São muito bons e tiveram uma percentagem e eficácia muito alta. O Arsenal tem dois grandes avançados, que tiveram alta percentagem de acerto, mas também acho que não estivemos tão acertados a nível defensivo como em outros jogos", prosseguiu.

"Tenho de agradecer aos adeptos pelo apoio, pelo ambiente antes do jogo e depois. Também peço apoio para os jogos que faltam, estes jogadores deixaram a pele em campo,  esta oportunidade depois de tanto trabalho", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.