O Dnipro, de Bruno Gama, procura a sua primeira final europeia, recebendo o Nápoles na Ucrânia com a vantagem de ter marcado um golo fora no empate em Itália (1-1).

No Estádio Olímpico da Kiev, o Dnipro procura ser a primeira equipa ucraniana a atingir a final de uma competição europeia, desde que o Shakthar Donetsk venceu a última edição da Taça UEFA, em 2008/09, frente ao Werder Bremen.

Apesar de o Inter Milão ter vencido a Liga dos Campeões em 2008/09, nenhuma equipa italiana atinge a final da segunda competição europeia desde 1998/99, quando o Parma venceu a Taça UEFA.

O Dnipro, que tinha como melhor prestação europeia os quartos de final da Taça dos Campeões em 1984/85 e 1989/90, venceu os últimos quatro jogos em casa sem sofrer golos.

O Nápoles, que tem o melhor ataque da prova e não atingia uma meia-final desde a Taça UEFA de 1988/89 (que a conquistou), ainda comandado por Maradona, apenas ficou em branco duas vezes na presente edição da Liga Europa, só tem uma derrota e não perde há quatro encontros como visitante.

Os napolitanos apenas visitaram uma vez o Dnipro, perdendo por 3-1, na fase de grupos da Liga Europa de 2012/13, vencendo depois em casa por 4-2.

A final disputa-se a 27 de maio no Estádio Nacional de Varsóvia, na Polónia.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.