Já há um “Incrível” na formação portista, e agora André Villas-Boas pode orgulhar-se de ostentar, pelo menos para já, o título de invicto, nacional e europeu.

Até há pouco tempo, André Villas-Boas, Alex Ferguson e José Mourinho estavam no pódio da invencibilidade europeia mas a equipa inglesa e espanhola caíram esta semana. E que quedas!

O Manchester United, líder da Liga inglesa, perdeu na terça-feira 4-0 com o West Ham, lanterna vermelha da Premier League, para a Taça da Liga, ficando arredado da prova.

O Real Madrid, de José Mourinho, foi também goleado, na segunda-feira, em jogo da 13ª jornada da Liga espanhola, pelo Barcelona por uns esclarecedores 5-0.

Nesta corrida que serve apenas para massajar o ego de uma equipa, o FC Porto continua firme e hirto, mas André Villas-Boas desvaloriza este dado, disse o técnico ontem, quarta-feira, na conferência de imprensa de antevisão do encontro com o Rapid de Viena.

Os resultados menos positivos dos Dragões são três empates, o primeiro em Guimarães (1-1) para a I Liga, depois o encontro no Dragão com o Besiktas (1-1) para a Liga Europa e este fim-de-semana os azuis e brancos voltaram a empatar a um com o Sporting.

Esta quinta-feira, o FC Porto (10 pontos) joga a quinta jornada do Grupo L da Liga Europa, com o Rapid de Viena (três pontos), no Estádio Ernst Happel, às 18 horas.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.