A polícia espanhola deteve 52 pessoas devido a distúrbios causados durante os festejos da conquista da Liga Europa em futebol pelo Atlético Madrid, que venceu em Bucareste o Athletic Bilbau por 3-0.

De acordo com a polícia, os incidentes começaram a partir das 00h30 da madrugada, na concentração de cerca de 12 mil adeptos junto à fonte Neptuno em Madrid, com os adeptos a incendiarem carros, partirem montras e a roubarem comércio.

Os adeptos, que estavam no passeio do Prado, lançaram também «todo o tipo de objetos» contra a polícia: pedras, garrafas, carvão, bengalas e seguiram por várias ruas até serem parados pelas autoridades.

«Queimaram carros, cabines telefónicas, roubaram bares e barracas de alimentações, puseram fogo a contentores, arrancaram sinais de trânsito, inutilizaram semáforos, partiram montras e paragens de autocarros e até causaram danos na porta principal do Museu do Prado», especificou a polícia.

Os incidentes continuaram em várias zonas e também nas imediações do Estádio Vicente Calderón, com vários grupos de jovens a forçarem os portões de vivendas para roubarem extintores e dispará-los na rua.

Durante os distúrbios ficaram feridos 12 agentes da polícia, sete dos quais tiveram que ser transferidos para o hospital para realizarem exames.

Os 52 adeptos detidos encontram-se nas dependências da Brigada de Informação, a aguardarem as diligências normais.

O Atlético Madrid venceu a Liga Europa pela segunda vez em três épocas, num jogo em que o colombiano Radamel Falcao marcou os dois primeiros golos, e o médio brasileiro Diego – ambos foram jogadores do FC Porto – fez o 3-0.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.