Portugal deverá garantir quarta-feira ou quinta o sexto lugar no “ranking” da UEFA e as há muito “anunciadas” três vagas (duas directas, mais uma na terceira pré-eliminatória) na edição 2012/2013 da Liga dos Campeões em futebol.

No terceiro lugar na presente temporada, face, sobretudo, às prestações de FC Porto, Sporting de Braga e Benfica, todos nos quartos de final da Liga Europa, mas também aos pontos conquistados por Sporting e Marítimo, o futebol luso está prestes a garantir que o sexto posto não foge.

Depois da segunda “mão” dos oitavos de final da “Europa League”, Portugal, sexto (47,196 pontos), desembaraçou-se, em definitivo, da Rússia, sétima (44,707), e já só pode ser alcançado pela Ucrânia, oitava (43,550).

Só com uma equipa em prova, os russos já não podem chegar à pontuação lusa e os ucranianos, a 3,646 pontos, precisam de vários “milagres”, nomeadamente que Shakhtar Donetsk (Liga dos Campeões) e Dínamo de Kiev (Liga Europa) ganhem todos os jogos até final e vençam as respetivas competições.

Esse “impossível” cenário só seria, no entanto, suficiente se as equipas lusas não conseguissem somar qualquer vitória ou dois empates, o registo necessário para não estarem dependentes dos desempenhos dos conjuntos ucranianos.

No caso do Sporting de Braga, em confronto direto com o Dínamo de Kiev, um empate, na Ucrânia ou no Minho, será suficiente para selar a possibilidade de Portugal colocar três equipas na “Champions” de 2012/2013.

O sexto lugar global está, assim, quase garantido e, no que respeita em exclusivo à época 2010/2011, as equipas lusas seguem, à custa de “imensas” 34 vitórias, num brilhante quarto posto e ainda podem acabar no pódio.

Com 14,400 pontos, um novo recorde por “esmagamento”, Portugal está longe da líder Inglaterra (16,928), mas perto da Alemanha (14,833), apenas com um sobrevivente (Schalke 04), e da Espanha (14,785), que, como os ingleses e portugueses, mantém três equipas.

Para o “ranking” lusos, o FC Porto contribuiu com 20,0 pontos, o Sporting de Braga com 19,0 pontos e o Benfica com 16,0, enquanto os já eliminados Sporting e Marítimo somaram 13,0 e 4,0, respectivamente, para um total de 72,00, que, divididos por cinco, valem 14,400 pontos.

Nas pré-eliminatórias, a vitória vale um ponto e o empate meio, sendo que a entrada na fase de grupos da “Champions” vale por si só quatro pontos.

A partir da fase de grupos, os triunfos passam a contar dois pontos e o empate um, com o apuramento para os “oitavos” da Liga dos Campeões a valer cinco pontos.

Os clubes que atingirem os quartos de final, as “meias” e a final, de Liga dos Campeões ou Liga Europa, têm também direito a um ponto extra por cada um desses objectivos.

Depois, os pontos conquistados por cada clube contabilizam para o “ranking” de cada país, que os tem que dividir pelo número de equipas que iniciaram a época. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.