O Benfica desloca-se esta quinta-feira ao terreno dos escoceses do Rangers para a 4ª jornada do grupo D da Liga Europa de futebol, num encontro que pode garantir a passagem dos encarnados aos 16 avos da competição.

O ‘onze’ de Jorge Jesus qualifica-se se ganhar e o Lech Poznan não triunfar face ao Standard, em Liège, mas primeiro, o Benfica tem de vencer num terreno que, diz a história, não é de boa memória para o clube da Luz.

Esta é a sexta ocasião em que os encarnados disputam uma partida na Escócia e as contas do passado não são boas. Em cinco jogos realizados naquele país o Benfica só venceu um... há 60 anos.

Escócia, um osso duro de roer

A mais recente visita do Benfica à Escócia aconteceu em setembro de 2012 com Jorge Jesus no comando técnico da equipa lisboeta. Naquela altura, os encarnados enfrentaram o Celtic para a fase de grupos da Liga dos Campeões, num encontro que terminou sem golos (e que foi o único empate do Benfica na Escócia).

Antes disso, os encarnados tinham já visitado o Celtic por três vezes... e perderam todas.

Em novembro de 2007, o Benfica de José António Camacho voou até à Escócia para enfrentar o Celtic também na fase de grupos da Liga dos Campeões e acabou por perder por 1-0 graças a um golo de Aiden McGeady (os encarnados acabariam por ficar pelo caminho, enquanto o Celtic seguiu para os oitavos).

Um ano antes, sob o comando técnico de Fernando Santos, o Benfica tinha já escorregado em terras escocesas. Mais uma vez na fase de grupos da Liga dos Campeões, os encarnados perderam no terreno do Celtic, por 3-0 (também nesta ocasião, o Benfica caiu e o Celtic passou à próxima fase).

A mais antiga das derrotas dos encarnados na Escócia remonta à longínqua temporada de 1969/1970. Naquela altura, apesar de contar com nomes como Eusébio, Coluna e António Simões, o Benfica perdeu por 3-0, na segunda ronda da Taça dos Campeões Europeus. Na segunda mão, os encarnados até venceram em casa pelo mesmo resultado, mas naquele tempo não se recorria à marcação de grandes penalidades para desempate de uma partida e o Celtic acabou por seguir em frente na prova por decisão de... moeda ao ar.

Já a única vitória do Benfica na Escócia aconteceu em setembro de 1960. Os encarnados viajaram para enfrentar o Hearts para a 1ª pré-eliminatória da Taça dos Campeões Europeus e acabariam por voltar de sorriso na cara. Os golos de José Águas e José Augusto chegaram para derrotar o Hearts, que fez apenas um golo por Alexander Young.

Esta primeira (e única) vitória do Benfica no Escócia acabaria ainda por ser o início de um sonho. Depois de eliminar o Hearts, os encarnados bateram Újpest (1ª ronda), AGF Aarhus (quartos) e Rapid (meias), antes de venceram o Barcelona na final para conquistarem a primeira Taça dos Campeões Europeus da sua história.

Na primeira vez no Ibrox Park, o Benfica vai tentar o que a época passada o FC Porto (0-2) e o Sporting de Braga (2-3) não conseguiram.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.