O SC Braga passou a depender de si para se apurar para os 16-avos-de-final da Liga Europa. Os ´guerreiros` alcançaram a sua primeira vitória nesta edição da Liga Europa ao venceram os turcos do Konyaspor por 3-1, em jogo da 4.ª jornada do Grupo H. Velásquez, Wilson Eduardo e Ricardo fizeram os golos dos minhotos que jogaram 55 minutos com menos um.

O empate na ronda anterior frente a este mesmo adversário deixou os minhotos em ´maus lençóis`. O Konyaspor tinha feito o seu primeiro golo de sempre em provas da UEFA, depois de ter perdido os dois primeiros encontros com o Gent e o Shakhtar.

Depois de Horta ter assustado com um remate forte aos oito minutos e de Hadziahmetovic ter estado perto do golo para os turcos, o Konyaspor chegou ao golo aos 32 minutos. Rangelov fugiu no limite do fora-de-jogo, ganhou no corpo-a-corpo com Rosic (no limite da falta), entrou na área e bateu Matheus. Um balde de água fria na Pedreira, num jogo onde o SC Braga estava a ser melhor.

Os minhotos tiveram de reagir e, depois de Hassan e Ricardo Horta terem visto os seus remates, dentro da área, bloqueados pelos adversários, chegaram ao empate aos 34 minutos. Emiliano Velásquez deu sequência a um canto de Wilson Eduardo e cabeceou para golo.

O golo dava alguma justiça ao resultado mas aos 39 minutos Peseiro vai ver a sua equipa ficar em inferioridade numérica. O capitão Mauro fez falta, viu amarelo, que era o segundo e foi expulso. E mesmo com menos um, os bracarenses deram a volta ao resultado ainda antes do intervalo. Wilson Eduardo falhou o 2-1 aos 42, num remate que Kirintili defendeu por instinto mas não falhou aos 45. Num livre indireto dentro da área turca, o extremo rematou colocado para o 2-1. Kirintili nem se mexeu.

No segundo tempo o Konyaspor tentou reagir. O técnico Aykut Kocaman fez entrar Omer Ali Sahiner, Ali Camdali e Riad Bajic para os lugares de Ali Turan, Amir Hadziahmetovic e Dimitar Rangelov mas ficou reduzido também a dez jogadores aos 54, com a expulsão de Nejc Skubic, por duplo amarelo.

Mas antes de sair, Rangelov teve o empate nos pés mas a presença do guarda-redes Matheus acabou por atrapalha-lo. O chapéu não saiu como pretendia.

A melhor oportunidade de golo do Braga no segundo tempo apareceu por Pedro Santos aos 83 minutos, num remate que o guarda-redes turco defendeu por instinto. Já perto do final o Konyaspor podia ter empatado, aos 89, mas o remate de Milosevic saiu por cima. E nos descontos, com os turcos à procura do emparte e já sem o guarda-redes na baliza que foi à área contrária num canto, o SC Braga fez o 3-1 por Ricardo Horta, que saiu em contra-ataque, passou por um contrário e rematou para a baliza deserta.

A vitória permite a SC Braga subir ao segundo lugar do Grupo H, graças também a vitória do Shakhtar Donetsk de Paulo Fonseca. Os ucranianos venceram na Bélgia o Gent por 5-3 e já estão apurados para a próxima fase, com 12 pontos. O SC Braga, com cinco, pode também carimbar a passagem aos 16-avos-de-final se vencer na Bélgica ao Gent na próxima ronda. Os belgas têm quatro pontos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.