«Havia a esperança de vencermos hoje. Claro que era difícil a concentração depois dos 5-1 do Porto. Mas somos profissionais e devíamos jogar hoje», disse Karpin, depois de a sua equipa ter empatado 1-1 em casa frente ao Terek de Grozni, mantendo-se em penúltimo lugar no campeonato russo.

Karpin diz não ter queixas sobre a entrega dos jogadores, sublinhando que «eles jogaram bem, sem bola».

«Hoje jogaram os que deviam. Quero agradecer aos adeptos que vieram ao estádio depois dos nossos últimos resultados. Não sei se, no lugar deles, eu teria vindo depois dos jogos com o Rostov, o Kuban e o Porto. Se viesse, atiraria à equipa ovos e tomates podres», concluiu.

O próprio Karpin tem sido alvo de fortes críticas dos adeptos e dentro do clube devido aos maus resultados do Spartak.

O Spartak de Moscovo recebe o FC Porto na quinta-feira, na segunda mão dos quartos de final da Liga da Europa, com poucas hipóteses de seguir para as meias-finais, depois de ter sido goleado no Dragão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.