Diego Simeone elogiou a capacidade de sacrifício do Atlético Madrid que jogou mais de 80 minutos com menos um jogador frente ao Arsenal e conseguiu arrancar um empate a uma bola, em jogo da 1.ª-mão das meias-finais da Liga Europa.

"Sabem o quão difícil é defender? O futebol é para se jogar, mas isto é o mais bonito. É preciso ter 'tomates' para defender assim durante 80 minutos. Estes rapazes são feras, heróis. Isto não se vêm em todos os lados. 80 minutos em casa do Arsenal, contra uma equipa que joga muito bem, ante um treinador extraordinário... Até fico com pele de galinha de pensar no que vai ser na próxima quinta-feira", comentou Simeone na conferência de imprensa, logo após o jogo.

Apesar de estar em vantagem, com o golo marcado fora, o técnico argentino dos 'colchoneros' continua a dividir o favoritismo em partes iguais para as duas equipas.

"Há 50 por cento de hipóteses para cada lado. Com 10 jogadores criámos algumas ocasiões na primeira parte e fizemos a jogada do golo no segundo tempo. O Arsenal tem talento e paciência, tentou encontrar buracos por todos os lados. Fizemos um trabalho defensivo para a memória das participações europeias do Atlético", atirou Simeone, desvalorizando o facto de ter sido expulso pelo árbitro francês Clement Turpin, logo após a expulsão de Vrsaljko.

"Respeito os árbitros. O futebol é isto, todos cometem erros. O árbitro entendeu o que entendeu e tivemos de sobreviver na Liga Europa".

O Arsenal não foi além de um empate a uma bola com o Atlético Madrid, em jogo da primeira-mão das meias-finais da Liga Europa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.