Consciente da importância do momento e confiante num bom resultado no jogo de amanhã em Anfield Road, Jorge Jesus recusou no entanto considerar que este era o jogo mais importante da sua carreira:

“Não é o jogo mais importante da minha carreira. É uma oportunidade única e passando esta eliminatória temos tudo para chegar à final”, sublinhou o técnico que disse ainda estar preparado para uma entrada forte da equipa inglesa:

“Estamos convencidos de que vamos fazer um grande jogo como com o Marselha.”

Em relação a alterações no onze inicial, Jesus afirmou que isso terá que ver com o estado físico dos jogadores, salientando que o que mais o preocupa são as horas de recuperação entre o jogo frente à Naval e o de amanhã.

“Com mais 24 horas teríamos outro andamento e sabemos que com a intensidade do jogo de amanhã há jogadores que vão correr o risco de lesões.”

Quanto à decisão da eliminatória, o treinador encarnado acha que o Liverpool não é favorito por actuar em casa e levantou a ponta do véu quanto à estratégia a utilizar amanhã:

“Sempre dissemos que é uma eliminatória para ser definida em dois jogos. Será um jogo equilibrado, onde os pormenores técnicos, tácticos e estratégicos vão ser fundamentais. Em Portugal são raras as equipas que têm mais posse de bola do que nós e amanhã procuraremos que o Liverpool não tenha muita posse de bola”, terminou o treinador do Benfica.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.