“Já assumimos aqui que o FC Porto entra em todas as competições para vencer. Assim como o Rapid também quererá vencer esta prova, todos os treinadores têm esses objectivos. Mas o FC Porto, pelo seu palmarés, tem uma história a defender. A nossa ambição de vencer a prova já está assumida desde o inicio”, afirmou o técnico André Villas-Boas, esta quarta-feira, em conferência de imprensa de antevisão ao primeiro jogo da fase de grupos da Liga Europa, contra o Rapid Viena.

André Villas-Boas garantiu que não haverá alterações na estrutura da equipa e mostrou-se preparado para enfrentar o Rapid Viena.

“O Rapid está motivado para esta competição. É uma equipa que pode surpreender quando joga fora, pela agressividade na transição de jogo para o contra-ataque. O FC Porto terá de ser paciente e rigoroso na posse de bola. É preciso manter a lucidez e o equilíbrio”, sublinhou Villas-Boas destacando ainda os valores individuais da equipa austríaca.

Os Dragões regressam à segunda prova da UEFA sete anos depois de ter vencido a extinta Taça UEFA, denominando-se agora Liga Europa, e o técnico dos azuis e brancos esclareceu que a pressão é igual.

“A pressão é a mesma do que em qualquer competição. Quanto mais acreditamos na nossa competência menos pressão sentimos. Nós acreditamos nesta equipa e temos de nos basear no nosso trabalho e ter a certeza que somos capazes de manter a regularidade”, explicou.

Recorde-se que o FC Porto esteve sempre presente na Liga dos Campeões nos últimos sete anos, e amanhã verá um Estádio do Dragão adornado com cores diferentes e sem o som das estrelas da Champions.

FC Porto defronta, esta quinta-feira, o Rapid Viena, às 20h05, no Estádio do Dragão, em jogo a contar para a primeira jornada do Grupo L da Liga Europa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.