A UEFA abriu hoje um inquérito aos incidentes que motivaram a interrupção definitiva do jogo de futebol entre os albaneses do Kukesi e o Légia de Varsóvia, após um jogador dos polacos ter sido atingido por pedra lançada das bancadas.

O caso, que levou à interrupção do desafio da terceira pré-eliminatória da Liga Europa, vai ser analisado a 03 de agosto, com a UEFA a ouvir os anfitriões pelo abandono do jogo, arremesso de objetos, distúrbios com adeptos e tarja ilícita.

A 13 de agosto o painel Controlo, Ética e Disciplina vai analisar o arremesso de objetos por parte dos adeptos do Légia.

Em Tirana, segundos depois de Rzazniczak ter dado vantagem ao Legia (2-1), aos 51 minutos, os adeptos da casa começaram a atirar pedras para os jogadores forasteiros, acabando Ondrej Duda por ser atingido.

Com o jogo já interrompido, o médio eslovaco de 20 anos foi assistido no campo e teve mesmo que abandonar o relvado numa maca, na sequência de golpe “golpe profundo na cabeça”, conforme informou o clube polaco.

Os distúrbios continuaram e o árbitro suíço Stephan Klossner acabou por dar por terminada a partida.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.