O Benfica e o Sporting de Braga iniciam quinta-feira o primeiro “duelo” 100 por cento português nas taças europeias de futebol, que vale um lugar na final da Liga Europa, a 18 de Maio, em Dublin.

A formação “encarnada” começa em casa, onde só perdeu uma de 59 recepções aos “arsenalistas”, há mais de meio século, mas surge com o moral em baixo, ainda consequência do quarto desaire da época face aos portistas e do adeus ao Jamor.

Depois disso, os “encarnados” já venceram a Taça da Liga (2-1 ao Paços de Ferreira, na final), mas nem houve vontade para festa, pois, na Luz, todos sabem que só a Liga Europa pode salvar a época... e de que maneira.

O Benfica conta dois títulos europeus e oito finais europeias, mas já não estava numa meia-final há 17 anos, não marca presença numa final há 21 e não conquista um troféu desde que se sagrou bicampeão da Europa... há 49.

Para enfrentar os “arsenalistas”, que já bateu esta época por duas vezes na Luz (1-0 para a Liga e 2-0 para a Taça), Jorge Jesus já sabe que não terá Salvio, deverá ter de volta Gaitan e tem Carlos Martins em dúvida.

Ao contrário do Benfica, o “onze” de Domingos Paciência, que não conta com Paulo César, surge num bom momento, como atesta o melhor ciclo de invencibilidade da época: 12 jogos consecutivos sem perder (sete vitórias e cinco empates).

Na teoria, o Sporting de Braga não é favorito, mas os “encarnados” não deverão ser um “papão” para os minhotos, que, esta época, já arrumaram Celtic e Sevilha, na corrida à Liga dos Campeões, Liverpool e Dínamo de Kiev.

Pelo meio, partiram Matheus, Moisés, Filipe, Luis Aguiar ou Andrés Madrid, mas os “arsenalistas” nunca pararam de surpreender, sendo que, qualquer que seja o resultado da eliminatória, já fizeram história, pois nunca tinham sequer chegado aos quartos de final de uma prova europeia.

As duas equipas já se encontram duas vezes a duas mãos e dividiram os apuramentos, na longínqua década de 60 do século XX: em 1964/65, o Benfica venceu em Braga por 3-1 e goleou em casa por 9-0, mas, na época seguinte, os minhotos vingaram-se (4-1 em casa e 1-3 fora).

No que respeita em exclusivo a meias finais, da Taça, regista-se um empate a dois: os lisboetas levaram a melhor em 64/65 e 88/89 (3-1 em casa) e, no seu reduto, os bracarenses qualificaram-se em 81/82 (2-1) e 97/98 (2-1).

O primeiro encontro da eliminatória realiza-se quinta-feira, no Estádio da Luz, em Lisboa, a partir das 20h05, e a segunda “mão” está agendada para uma semana depois, no Estádio Axa, em Braga, no mesmo horário.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.