Sporting de Braga e Benfica já conhecem a sua sorte na fase de grupos da Liga Europa.  O Benfica está inserido no grupo D, juntamente com Standard Liège, Rangers e Lech Poznan. Já o SC Braga ocupa o grupo G, onde também marcam presença Leicester, AEK e Zorya Luhansk.

No caso do Benfica será a primeira vez que os encarnados defrontam estes três adversários nas competições europeias, apesar de Standard Liége e Glasgow Rangers serem velhos conhecidos das equipas portugueses. A começar pelos escoceses comandados por Steven Gerrard, a equipa de Glasgow defrontou na época passada duas equipas portuguesas nesta competição: O FC Porto na fase de grupos e o SC Braga numa fase mais adiantada. Inserido no grupo G, os dragões sentiram sérias dificuldades, sendo derrotados por 2-0 na Escócia e empatando a uma bola em casa. A equipa de Sérgio Conceição acabaria no entanto por se qualificar em primeiro lugar. Nos 16/avos de final, os 'light blues' acabaram por eliminar o SC Braga no conjunto das mãos (4-2), tendo caído nos oitavos de final frente aos alemães do Leverkusen. O Rangers é uma equipa em crescimento depois da sua refundação e aparece aqui como um osso duro de roer para o Benfica. Ao cabo de 12 jogos em 2020/21, entre Liga Europa e liga escocesa, a equipa de Glasgow soma 10 vitórias, dois empates e zero derrotas.

O Standard Liège foi a equipa do pote 3 que saiu em sorte ao Benfica. No histórico frente a equipas portuguesas, em 12 partidas, os belgas levam cinco vitórias, contra quatro empates e três derrotas. A equipa orientada por Philippe Montanier defrontou precisamente o V. Guimarães na fase de grupos da Liga Europa do ano passado, vencendo por 2-0 em casa os vimaranenses e empatando a uma bola em Guimarães. Será um adversário a ter debaixo de olho para o conjunto encarnado. Já o Lech Poznan digladiou-se com equipas portuguesas nas competições europeias em quatro ocasiões, a última das quais frente ao Belenenses em 2015: Somam uma vitória, dois empates e uma derrota. O conjunto ucraniano conta com o português Pedro Tiba na equipa.

Fazendo uma comparativo com o grupo do Benfica, ao SC Braga calhou uma fava em sorte, como é o caso do poderoso Leicester, mas parece ter nos restantes adversários duelos mais favoráveis frente a AEK da Grécia e Zorya da Ucrânia em relação à sorte do Benfica em relação aos adversários vindos do pote 3 e 4. Apesar do SC Braga ser cabeça do série, o Leicester é o adversário mais forte do grupo. A equipa de Brendan Rodgers que conta também no seu plantel com o português Ricardo Pereira está num momento muito bom de forma, depois de ter somado três triunfos no arranque da Premier League, um dos quais numa goleada frente ao Manchester City por 5-2. O alinhamento dos bracarenses conta ainda com o AEK de Atenas. A última vez que o helénicos defrontaram uma equipa portuguesa foi em 2018 com dois embates frente ao Benfica na fase de grupos da Champions. Dos confrontos saldaram-se dois triunfos do conjunto lisboeta por (1-0 e 2-3). Em 10 embates frente a equipas lusas, o AEK sofreu sete derrotas, obtendo três triunfos.

Já o Zorya Luhansk da Ucrânia é uma equipa também conhecida dos bracarenses já que defrontou a equipa portuguesa na qualificação para a fase de grupos da Liga Europa em 2018. Os ucranianos acabaram por levar a melhor no conjunto das duas mãos graças a um empate em Braga a duas bolas. Este resultado e eliminação recente constitui um sério aviso para a equipa orientada por Carlos Carvalhal.

Como conclusão, dois grupos com equipas com valor e em que nenhuma poderá ser deixada de fora na luta pela qualificação para a próxima fase da competição.

Veja a sorte das equipas portuguesas

Grupo D:

Benfica (Portugal)
Standard Liège (Bélgica)
Rangers (Escócia)
Lech Poznan (Polónia)

Grupo G

SC Braga (Portugal)
Leicester (Inglaterra)
AEK (Grécia)
Zorya Luhansk (Ucrânia)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.