Xavi Hernández voltou a falar da eliminação do Barcelona na Liga Europa. Os culés caíram em casa diante dos alemães do Eintracht Frankfurt por 3-2, depois do 1-1 na primeira-mão. O Barcelona podia contar com factor-casa para afastar a formação germânica mas quem mandou no Camp Nou foram os adeptos forasteiros, que conseguiram colocar 30 mil pessoas no estádio.

"Ao sair do hotel, vi logo que algo não estava bem. Tiraram-nos tudo. Sentimo-nos como se nos tivessem roubado na nossa própria casa. Não parecia que jogávamos em casa. Começou tudo mal, logo com um penálti para eles. Foi uma noite fatídica em todos os sentidos Começou e acabou mal", disse o técnico este sábado, na conferência de imprensa de antevisão ao jogo frente ao Cádiz, para La Liga.

O treinador do emblema catalão espera agora explicações da direção mas reforçou que a situação não poderá voltar a acontecer.

"Suponho que as darão [explicações]. Sei que estavam à procura delas. Foi um erro do clube, está claro. Suponho que nos explicarão. O que está claro é que não pode voltar a acontecer. Condicionou-nos muito", lembrou.

Apesar da eliminação numa eliminatória onde era mais que favorito, Xavi garante que a equipa está pronta para competir. E pediu a presença do público para ajudar a equipa a vencer.

"Foi duro, um grande golpe. Espero que o público esteja com a equipa amanhã, sentimos a falta deles. Sempre estiveram connosco", disse, pedindo depois tempo para a equipa crescer como quer.

"É preciso consolidar o nosso modelo de jogo, que tínhamos perdido. Precisamos de tempo, paciência e de sermos mais competitivos. Vamos continuar a crescer. O projeto começou em novembro, falta tempo para consolidar as coisas", finalizou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.