O Marselha subiu, este domingo, ao segundo lugar da Liga francesa de futebol, ao vencer na receção ao Lyon, por 2-1, com dois golos de Payet, em jogo da 13.ª jornada.

Com o triunfo na receção ao adversário do Benfica no Grupo G da Liga dos Campeões, a equipa treinada por André Villas-Boas chegou aos 22 pontos e ficou a oito do muito destacado líder, que continua a ser o Paris Saint-Germain.

Tirando o domínio evidente do campeão, a luta continua muito forte em França, já que Angers e Saint-Étienne estão com 21 e há cinco equipas com 19 pontos, entre os quais o Bordéus, de Paulo Sousa.

No 'clássico olímpico' foi um grande Dimitri Payet a sobressair, ao ‘bisar’ aos 18, na conversão de uma grande penalidade, e 39 minutos, para gáudio de uma assistência recorde (65.421 espetadores) e rendida.

Dembelé ainda reduziu, aos 59, e volvidos cinco minutos o Marselha ficou reduzido a dez (expulsão de Álvaro González), mas os lioneses não souberam tirar partido da vantagem numérica.

O Lyon, com Anthony Lopes na baliza, foi muito mal recebido em Marselha, com o seu autocarro a ser apedrejado à entrada do estádio.

Em grande no campeonato francês está o Saint-Étienne, estendendo para seis a sequência sem perder, após o 3-2 em Nantes.

Os pupilos de Claude Puel, duas vezes em desvantagem no marcador, foram resilientes e chegaram à vitória aos 67 minutos, com o ‘bis’ de Denis Bouanga.

Penúltimos em finais de setembro, os ‘verdes’ já são quartos, com os mesmos pontos do Angers, e seriam líderes se só contassem os jogos da ‘era Puel’.

O Rennes mostrou caráter e bateu o Amiens por 3-1, quatro dias depois da eliminação precoce na Liga Europa, e o Montpellier superiorizou-se por 3-0 ao Toulouse.

*Artigo atualizado

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.