No relvado, o Auxerre percorreu um longo caminho desde o auge que atingiu nos anos 90 sob o comando do lendário treinador francês Guy Roux, com quem conquistaram o título da Liga principal em 1996, até ao penúltimo lugar que ocupam na II Liga.

A ORG, uma empresa especializada em embalagens de alimentos, pagou sete milhões de euros para adquirir uma participação de 60% das ações do Auxerre, permanecendo os restantes 40 nas mãos da Associação da Juventude de Auxerre (AJA).

O Auxerre tornou-se na terceira equipa francesa a ser comprada por investidores chineses, depois do Nice, da I Liga, e do Sochaux, da II Liga.

Muitos outros clubes pela Europa foram alvo da compra de parte ou da totalidade das suas participações por empresas chinesas, de que são exemplo, entre outros, o Aston Villa (100%), o Inter de Milão (68,55), o Atlético Madrid (20) e o Manchester City (13).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.