Os franceses do Nice vão recorrer ainda esta terça-feira ou quarta-feira para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), depois de a FIFA ter recusado a inscrição tardia do futebolista português Yannick Djaló.

A informação foi avançada pelo diretor-geral do clube, Julien Fournier, segundo o qual o TAS deverá deliberar no prazo de uma semana.

A Federação Internacional de Futebol (FIFA) não viabilizou a transferência do avançado do Sporting, por esta não ter dado entrada até à meia-noite de 31 de agosto, data limite para o fecho do mercado.

Djaló foi contratado ao Sporting, clube pelo qual chegou a jogar no início do campeonato português, por uma verba entre um milhão e 1,5 milhões de euros.

No processo de transferência o negócio foi validado no sistema informático quatro minutos depois da hora do fecho, momento da entrada da documentação que inclui o contrato de trabalho, a carta de transferência e o passe do jogador.

Desde então, Djaló tem treinado com a equipa francesa, mas sem poder jogar.

Se o TAS deliberar a favor do Nice, o avançado deverá poder estrear-se pela equipa francesa na receção ao Bordéus, na 10.ª jornada da Liga gaulesa, a 15 de outubro.

Caso a decisão seja contrária às pretensões francesas, o clube terá que esperar até à reabertura do mercado, a 01 de janeiro, para confirmar o seu quarto reforço ofensivo da época 2011/12.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.