O clube da primeira divisão francesa de futebol Rennes anunciou hoje que ofereceu um contrato até junho de 2020 ao treinador interino Julien Stephan, que pegou no comando da equipa no início de dezembro.

Stephan substituiu o antigo técnico Sabri Lamouchi em 03 de dezembro depois de uma derrota caseira por 4-1 com o Estrasburgo, que deixou o clube na 14.ª posição da liga francesa e, desde então, venceu duas partidas para o campeonato e colocou o Rennes na décima posição.

Em outubro, quando Thierry Henry assumiu o comando do Mónaco, várias notícias apontavam para a intenção do clube do principado em recrutar Stephan para integrar a equipa técnica, algo que não se veio a concretizar.

Antes de assumir a equipa principal, Stephan, 38 anos, que é filho de Guy Stephan (treinador adjunto de Didier Deschamps, quando a França venceu o Campeonato do Mundo em julho), era o treinador das reservas do Rennes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.