O vice-presidente do Mónaco revelou hoje que o futebolista internacional português Gelson Martins vai ser sancionado pelo clube, depois de ter empurrado o árbitro da partida entre os monegascos e o Nimes, no sábado.

“Esse comportamento não é aceitável, nem perdoável. Ele vai ser severamente punido pelo clube e já foi informado”, começou por dizer Oleg Petrov aos jornalistas, em conferência de imprensa que serviu para apresentar três reforços assegurados pelo Mónaco no mercado de ‘inverno’.

Apesar de Gelson Martins ter pedido “pessoalmente desculpa ao árbitro” Mikael Lesage e de também o ter feito “nas redes sociais”, Petrov foi perentório na análise ao incidente.

“O Gelson sabe que o que fez foi errado. Também sei que ele teve uma semana difícil, mas isso não pode, de forma alguma, desculpar o comportamento que teve. Vou garantir que isso não acontece novamente”, disse o dirigente, na apresentação de Aurélien Tchouaméni, Youssouf Fofana e Harisson Marcelin.

No sábado, Gelson viu o vermelho direto na derrota por 3-1 da sua equipa em Nimes, para a Liga francesa, após ter empurrado por duas vezes o árbitro, em reação à expulsão do seu colega de equipa Bakayoko.

No dia seguinte, o internacional luso assumiu, através das redes sociais, ter tido uma “atitude irrefletida” e pediu desculpa ao árbitro Mikael Lesage, aos colegas de equipa e aos adeptos do Mónaco.

“Quem me conhece, sabe que em toda a minha carreira sempre tive por princípio respeitar todos, desde os meus colegas, adversários, adeptos e árbitros, fora de campo e dentro de campo, onde nunca fui nem sou agressivo com ninguém”, escreveu o extremo luso, de 24 anos, na sua página oficial no Instagram.

Gelson está a cumprir a sua segunda temporada no Mónaco, tendo esta época marcado quatro golos em 23 jogos em todas as competições.

*Artigo atualizado às 21h41

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.