O presidente do principal grupo acionista do Bordéus, Nicolas de Tavernost, afirmou esta quinta-feira que "um jogador de destaque brasileiro" pode deixar o clube no segundo semestre, sem citar o nome, mas numa referência ao avançado Malcom.

"Investimos num jogador que não saiu no primeiro semestre, mas que certamente vai sair durante o segundo", disse.

"Sempre existiram compras e vendas e há um jogador brasileiro que vocês sabem que deseja deixar o clube. Nós vamos permitir isso, com respeito absoluto pelos nossos interesses", explicou.

Em fevereiro, Malcom afirmou que queria ter sido transferido na janela de transferências de janeiro.

O jogador tem contrato com o Bordéus até 2021.

No caso de venda dos direitos federativos do avançado brasileiro, ex-jogador do Corinthians, o Bordéus deve entregar 35% da quantia a intermediários que possuem parte dos direitos de Malcom.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.