O Mónaco fixou o preço de Mbappé em 180 milhões de euros no verão passado para afastar pretendentes. Os monegascos nunca imaginaram que algum clube fosse capaz de pagar tal verba. Até aparecer o PSG com a proposta, contou Vadim Vasilyev, vice-presidente do Mónaco.

"O preço de Mbappé foi fixado nos 180 milhões de euros, porque sempre achamos que assim uma transferência seria impossível. Não queríamos abrir mão dele", explicou o dirigente, numa entrevista ao jornal ´Telegraph`.

O avançado francês estava a ser negociado com o Real Madrid, mas acabou por permanecer em França. O Mónaco, conforme explicou Vasilyev, teve de ouvir os argumentos do avançado de 18 anos.

"Pessoalmente não o via ir para o Paris Saint-Germain. Mas ouvi os argumentos dele e tentei compreender o ponto de vista dele. Nasceu em Paris e era cedo demais para deixar a França. Soubemos que outros clubes o rondaram, iam sondando, mas o único que se tornou público foi o Real Madrid. Portanto, decidimos que se as condições oferecidas pelo Paris SG fossem mais ou menos equivalentes teríamos de o deixar sair. Mas foi duro vê-lo partir. É um jogador incrível, um futuro Bola de Ouro", atirou.

O jogador chegou por empréstimo ao Paris Saint-Germain, que fica com opção obrigatória no final do ano, no valor de 180 milhões de euros.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.