Najila Trindade, que acusou Neymar de violação, está a ser alvo de um inquérito por parte da Polícia Civil de São Paulo pelo crime de difamação. Em causa estão declarações da modelo, de 26 anos, numa entrevista ao canal brasileiro SBT, nas quais diz que a polícia está "comprada".

A afirmação de Najila surgiu a propósito da investigação que está a ser feita ao desaparecimento do tablet onde estariam as fotos que comprovavam a alegada agressão de Neymar. Questionada sobre as conclusões da investigação ao arrombamento da porta do seu apartamento, em que apenas tinham sido encontradas as impressões digitais da modelo e de uma funcionária, Najila Trindade acusou as autoridades brasileiras, assim como o seu ex-advogado, de cumplicidade.

"É, mas a polícia está comprada, né? Ou não? Ou estou louca?", atirou Najila Trindade na referida entrevista.

Em comunicado, a Polícia Civil de São Paulo afirma que foi colocada em causa a honra da instituição bem como dos investigadores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.