Esta quarta-feira, o jornal desportivo 'Record' publicou uma entrevista com Rafael Leão, antigo jogador do Sporting que representa atualmente o Lille. Aos 19 anos, o avançado deixou os 'leões' devido às agressões na Academia de Alcochete e acabou por rumar à liga francesa, onde já soma sete golos em 17 jogos.

"Sempre tive o sonho de jogar no estrangeiro, só não imagina que fosse tão cedo. Sinto que evolui, também porque as pessoas que encontrei no Lille foram muito importantes no meu crescimento. Ajudou à minha adaptação ser um clube com muitos jogadores portugueses", disse Rafael Leão, acrescentando que seguida que teve de lutar por si e mostrar valor.

Questiona sobre o contrato com o Lille e com os anos que tenciona passar no emblema francês, o jovem jogador não hesita em lembrar que "um miúdo como eu, de 19 anos, se não jogar, não evolui. Por muito talento que tenhas, não vais aparecer se não jogares", afirmando ainda: "Quero continuar a jogar no Lille".

"Foi a equipa que se chegou à frente e se preocupou com tudo o que me tinha acontecido antes", recordou Rafael Leão.

Na liga francesa, o Lille ocupa o 2º lugar atrás do Paris Saint-Germain, onde milita o Kylian Mbappé. Rafael Leão é visto pelos gauleses como o próximo Mbappé, confrontado com isso, o jogador português admite: "Temos estilos parecidos. Quando jogámos com o PSG, ele foi ao nosso balneário. Não tivemos contacto direto, mas olho para ele como um ídolo".

Com a entrada da liga francesa, Rafael Leão deixou para trás o Sporting, mas o avançado garante que não deixou para trás os colegas de equipa. "Tento sempre falar com o Bruno Fernandes ou o Jovane. Foram pessoas que me ajudaram, tal como o Gelson. A relação entre nós é boa", garante.

Rafael Leão foi ainda questionado sobre as recentes exibições de João Félix, avançado do Benfica e da mesma geração do antigo jogador do Sporting. "Estou muito contente por ele, é um craque. Apostaram nele, ele mostrou que estava preparado e agora está a fazer golos. Quando as chances surgem temos de as aproveitar", refere Leão.

Satisfeito com o trabalho no Lille, Rafael Leão admite ainda que tem esperança de ser chamado à seleção nacional portuguesa, algo que até o clube francês defende. "Foi um incentivo que eles me deram. Quero traçar o meu caminho, sei que as oportunidadees, eventualmente, vão surgir", disse o jovem jogador.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.