O defesa esquerdo confirmou que foi abordado pelo PSG no mercado de transferências de verão, porém decidiu recusar a proposta porque tinha como objetivo jogar mais para poder estar presente no Euro 2016.

“Mesmo estando em contacto com grandes jogadores, prefiro ter tempo de jogo. Foi uma escolha difícil. Normalmente daria tudo para ir para lá, porque é o PSG. Mas não me arrependo. Tenho de me projetar para ir ao Europeu com Portugal, e preciso de jogar para ficar mais perto da seleção”, afirmou ao jornal Le Parisien.

Porém, agora que está a terminar esta temporada, o jogador abre a porta a uma possível saída do Lorien.

“Talvez precise de mudar de ares, ver o que outros clubes me podem dar para evoluir. Quando estou na seleção, ao lado de grandes jogadores, sentimos necessidade de apontar a algo mais alto”, atira.

Raphael Guerreiro remete a decisão para “antes ou depois do Europeu”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.