Sirigu está muito descontente pela forma como foi tratado pelo Paris Saint-Germain. O guarda-redes italiano deixou críticas à administração do clube francês, que nem teve decência de ir falar diretamente com ele.

Segundo avança o jornal A Bola, que cita declarações do guardião ao jornal francês L' Équipe, Sirigu não ficou agradado por ter sido informado da saída por Antero Henrique, novo diretor desportivo do emblema de Paris.

"É sempre difícil deixar um clube como o PSG, principalmente da forma que foi. EU preferia que tivesse sido por outra pessoa que não Antero Henrique a dizer-me para sair. Fui tratado como uma criança", referiu o jogador, que sente que lhe faltaram ao respeito.

"O PSG faltou-me ao respeito e é isso que me magoa. Eu não pedi nada de especial. Algumas pessoas trataram-me mal", afirmou Sirigu.

Salvatore Sirigu, de 30 anos, transferiu-se para o Torino, depois de passar a última temporada no campeoanto espanhol, ao serviço do Sevilha e do Osasuna. Na última temporada. No total, acabou por participar em 21 partidas, tendo sofrido 55 golos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.