O Matchedje recebe este sábado o Ferroviário da Beira para a 17ª jornada do Moçambola 2013, com o objetivo de continuar a somar pontos na prova, depois de ter arrancado um precioso ponto na sua deslocação ao Chiveve, onde empatou a zero diante do Têxtil do Púnguè.

Os «militares» não terão tarefa fácil, atendendo que vão defrontar uma equipa que ainda não perdeu nesta segunda volta da prova, após ter terminado a primeira etapa do Moçambola no grupo das equipas que lideravam o Campeonato Nacional de futebol.

O Matchedje ocupa a última posição da tabela classificativa, com seis pontos, enquanto o Ferroviário da Beira ocupa a quarta posição com 25 pontos. Os «militares» procuram a todo custo sair da cauda da classificação, tendo contratado o treinador Alcides Chambal para ajudar o plantel a recuperar na classificação, mas até aqui a equipa apenas somou um ponto.

Dionísio Dongaze será o árbitro desta partida, assistido por Mário Albino e Abibo Adinane com António Massango a ser o quarto árbitro.

Nesta jornada, que será disputada "a meias", devido ao jogo da seleção nacional de futebol no Zimbabawe, há ainda a destacar a receção do agora aflito Vilankulo FC ao Chingale de Tete, uma partida onde os «marlins» de Inhambane vão procurar vencer para inverter o atual cenário que os coloca na 13ª posição com 14 pontos.

O Chingale de Tete vai realizar este jogo após três semanas sem atividade, devido ao facto de os seus adversários nas jornadas anteriores terem mais de dois jogadores envolvidos nos trabalhos dos «Mambas». Os tentenses ocupam atualmente a 11ª posição com 17 pontos.

Esta partida será arbitrada por Filimão Filipe, assistido por Júlio Muianga e Daniel Viega e Salvador Cumbe será o quarto árbitro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.