Moçambique ganhou uma ligeira vantagem sobre a Namíbia, no jogo de qualificação para o CAN'2015, na categoria de Sub-20, ao vencer em Maputo por 2-1. 
No final do jogo, o secretário técnico da Federação Moçambicana de futebol, Augusto Matine, considerou que "é melhor ganhar do que empatar ou perder em casa".
"Permite-nos trabalhar muito mais, preparar o jogo da Namíbia, visto que até aqui nós trabalhámos às cegas, porque não conhecíamos o nosso adversário. Por aquilo que nós vimos hoje, pensamos, com os apetrechos que temos, fazer uma pequena reformulação. Houve jogadores que não atuaram hoje mas que no próximo jogo, na próxima eliminatória, na Namíbia vão ter que participar e desta forma esses elementos vão tornar a equipa mais forte".
Augusto Matine considerou que, com a presença de Faisal Bangal e Clésio Baúque no jogo da segunda mão, Moçambique pode abordar o jogo com outra pujança e chegar à qualificação para a segunda eliminatória.
"Faisal Bangal não foi dispensado do seu clube, o Atlanta de Itália, por precisar dele, mas está garantido que ele esteja presente no jogo da segunda mão e com a presença deles, e Clésio, poderemos garantir a qualificação para a segunda eliminatória".
Por seu turno, James Britz, treinador da Namíbia, considerou que as duas equipas têm um futebol defensivo.
"Estou realmente convencido de que o futebol das duas equipas é defensivo. Foi uma partida muito dura e disputada. Moçambique tem jogadores muito fortes comparativamente aos meus, que são novos e pequeninos. Foi um bom jogo e gostei, tudo está aberto para o segundo jogo, em Windoek, na Namíbia. Dou os meus parabéns a Moçambique pela vitória".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.